terça-feira, 1 de novembro de 2011

DIA 1

AMANHÃ

um
dia
depois

Era um mimo todo pintado de branco e vestido de branco, de cabelo branco, os olhos pintados de preto. Tinha numa mão pintado NÃO, na outra mão ISTO. Entretinha-se a mostrar: NÃO, ISTO; ISTO, NÃO; ISTO NÃO!
30.09.11


Se controlássemos o tempo nunca nos atrasaríamos, adiantaríamos ou nos faltaria o tempo, fosse para o que fosse. Uma coisa é certa, já hoje é o dia que será amanhã, amanhã. Vou continuar a programar os dias, como se a hora de publicação fosse as 00:00h de cada dia. Deste modo, não falha! Como as zero horas já foram, neste caso será um recuo no tempo de quase duas horas. Talvez mais, depende do tempo que demorar a escrever.
A coisa não se resolve com um parágrafo, já vou no segundo!
A perceção, a mesma não vive de nenhum juízo, pode mesmo escapar completamente à razão e, a verdade, é que é sempre a partir dela que percebemos todas as coisas. Esta evidência fez-se-me Lux e cá estou eu a escrevê-la. Vou voltar a Ouroana, à imagem que quero publicar, da capa de “A escrava de Córdoba”. A minha ideia é dedicá-la (Ouroana, ideia, tudo…) à minha amiga bbrian, com letra minúscula como ela me disse gostar. Às vezes não resisto, brindo-a com BB em homenagem à Brigitte Bardot ;) Como não deixa de ser uma referência cheia de bom gosto, calculo me perdoa!
bbrian, deixo para À conversa na escrita desenvolver este tópico! Talvez hoje, durante o dia…
Apesar da imagem, já tinha seleccionado uma música, também a deixo. Como vou jogar estas três coisas? Primeiro a imagem, depois a música, para poderem ler depois de ver e ouvir, continuando a ouvir, voltando a ver, como quiser quem vier ver, ouvir e ler, pela ordem!...
Hoje, Dia de Todos os Santos, bom feriado! Não preciso de mais para, pelo menos no dia de hoje, ser católico.



01-11-2011 10:23:45

PEQUENO-ALMOÇO

A maioria dos livros que leio, os romances, contam histórias e lá vem a descrição duma refeição. Assim sendo, deitei pó de leite de soja para dentro dum boião que já teve, no tempo em que o seu rótulo correspondia ao conteúdo, mel. Agitei e aqueci no micro ondas, enquanto deitava flocos dentro duma malga, de onde agora vou comendo às colheradas. Está feito: o pequeno-almoço.

Estou a 10 dias de poder escrever a data do dia usando apenas o algarismo 1: 11-11-11, nesse dia estaremos no dia 11 de Novembro do ano em curso que é 2011 para quem usa o calendário Gregori_ano… O Gregório deste calendário era Papa, «Oficialmente o primeiro dia deste calendário foi 15 de Outubro de 1582». Gramamos Papas há uma infinidade de tempo, é o tempo dos pedófilos e está para durar! É o tempo da política, dos banqueiros.
Percebes porque o Assim não assina prosa, as verdades são uma chatice e depois, se nos chateiam, não temos que nos queixar. Seguir o meu mestre; t’á bem, escrevo sem assinar… (assim): revirando os cantos da boca para baixo, o chat€ado…

Comento/comentei

DO QUE SE É
http://diariodedetrasii.blogspot.com/2011/08/do-que-se-e.html

Era um mimo todo pintado de branco e vestido de branco, de cabelo branco, os olhos pintados de preto. Tinha numa mão pintado NÃO, na outra mão ISTO. Entretinha-se a mostrar: NÃO, ISTO; ISTO, NÃO; ISTO NÃO!
30.09.11
Amanhã há mais, se estiverem para ISTO

Afinal...
Já corrijo, vai ser... aqui:
http://diariodedetrasii.blogspot.com/2011/10/pedra-pedra-amanha.html?showComment=1320152243961#c616128581597034588
Foi ontem, a humanidade atingiu os 7 mil milhões de indivíduos, os 6 mil milhões tinham sido atingidos em 1999, há 11 anos.

Depois do(s)
5º TESTAMENTO
6º TESTAMENTO

9 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. carlos paredes, de astrológico e revolucionário aquário, de guitarra que não perdoa a corda, agindo como fosse um chicote o seu dedo sobre a música, mas mesmo assim amoroso com a música, causando aos nossos ouvidos um castigo doce e intenso, é a escolha que cabe aqui como uma luva! bem cabe carlos paredes ao teu post, francisco. assim como cabem os olhos misteriosos da capa do livro que desconheço, mas que me fez lembrar o quadro que consagrei na infância como meu predileto mistério na parede da casa materna ''o rapto de Sherazzade''.

    tom waits, meu velho conhecido nos muitos trabalhos que coleciono aqui, dá a voz ao mesmo castigo que carlos dá ao som da guitarra, então são semelhantes e se fixam perfeitamente ao teu dizer sobre o tempo, já que o tempo é um castigo que nos é imposto de forma a nos parecer benefício e maravilha.

    ser católico é um castigo divino. eu suponho...


    mesmo que não saibas, estais a nos dizer sobre os castigos plenos e fantásticos que nos cercam!

    escolhestes bem a distribuição de suas necessidades expressivas, a capa, o carlos, a dedicatória a tua amiga bbrian, ou BBrian, com um doce castigo de Bigitte a dar mais encanto e o ácido de tom,

    ou,

    como leitora,

    as ótimas expressões de tuas percepções.

    um beijo.

    ps. mensagem anterior removida por não querer publicar-me através da ''escotilha''. !!!

    ResponderEliminar
  3. Eleonora, "Tudo em cima!" - ocorre-me a linguagem em gíria, registando dois comentários que começaram por ser o mesmo? Do primeiro um espaço, uma ligação cativa/ativa... do segundo dizer ser o mais apropriado para uma publicação que já hoje (desde ontem...) cresceu. Sê bem vinda! Beijos

    ResponderEliminar
  4. obrigada, francisco!

    agora em escotilha!

    ResponderEliminar
  5. Lá me vou inscrever como "Seguidor" em Escotilha, o que é acreditar numa coisa que não acredito, nem sigo, mas volto a deixar os "Seguidores" seguir(em)... Vou olhar pela "Escotilha"! :)

    ResponderEliminar
  6. será um grande acréscimo ao navio, sem dúvida, francisco!

    obrigada!:)

    ResponderEliminar
  7. Francisco, hoje vim retribuir o abraço, depois leio tintim por tintim e tentarei ouvir seus sons.Já ouço os sons da alma, do piscar dos olhos, do meio adormecer. Beijos no coração! bbrian.

    ResponderEliminar
  8. É Poeta, às vezes a vida nos prega cada peça que necessitamos ouvir nosso próprio silêncio,tornarmos escravos tristeza.
    Beijos no coração meu querido amigo!

    ResponderEliminar
  9. Atrasado em agradecer os últimos comentários, faço-o do coração! Quando regresso para deixar... o inicio - agora deixado.
    Beijos do coração!

    ResponderEliminar

Os comentários que receber serão pessoais, para receber resposta pessoal. Só divulgarei se contiverem esse pedido, justificando o seu motivo. O meu motivo é este, transformar a comunicação numa intenção íntima e (bem) pessoal.