quarta-feira, 9 de maio de 2012

QUEIJO


Tornei-me fotógrafa de retratos de rostos por causa de uma ideia, da qual tento fazer breve história. Um texto onde possa contar como as palavras desenham a boca, e, junto com ela, podem espraiar-se a todo o rosto e mesmo ao resto do corpo. Passei a vida a tentar captar emoções, sensações, expressões… para as quais contribuía pedindo palavras que fizessem sorrir, como "cheese" (queijo).

34 comentários:

  1. Feliciana transportou-me a infância: em forminhas eu tentava dar expressoes a massa do queijo.Gostaria de comentar melhor, mas estou sem computador.Beijos no coração!bbrian.

    ResponderEliminar
  2. Dizer "cheese" é muito mais charmoso do que dizer XIS! Feliciana é sábia, além de ser mais suave a pronuncia ainda garante um sorriso aberto com mais harmonia. Fiquei testando em frente ao espelho. :)
    achei envolvente a mulher de hoje!
    Um beijo.*.

    ResponderEliminar
  3. E eu fiquei imginando La Moraes testando sorrisos em frente ao espelho...
    Bbrian, minha amiga, estás terminantemente proibida de ficar sem computador. Precisas de ajuda?
    Francisco,
    Feliciana é um exemplo de mulher feliz, faz o que lhe apetece e usa a criatividade para melhorar sua profissão. É um exemplo!
    É tão importante o foco que esccolhes para escrever as histórias quanto escrevê-las, acho que o detelhe, o porém, o algo a mais é o teu pulo do gato.
    Mais uma boa leitura.
    Aguardo vossa sugestão para o meu perfil. E também a sua La Moraes. Até de "tu" Preciuzzz seria interessante. E é só, acaba aqui a lista. Melhor eu avisar do que ser obrigado a agir de forma rude com certas pessoas que não observam as linhas de fronteira.
    Beijinho para quem é de beijinho e abraço para quem é de abraço. (foi um bordão que Deborah sugeriu e eu gostei!)
    Carlos Coelho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com licença, Francisco..

      Carlos C.
      Gosto da sugestão da bbrian, mas para dar-lhe a angúistia da escolha, sugiro: "A cartola de Carlos" como título e no subtítulo: Coelhos, truques e outros parangolés.
      Coloquei a palavra "parangolés" em homenagem ao Hélio Oiticica e a Tropicália, já que você citou uma canção do Caetano da fase recem saída do tropicalismo, quando o poeta lhe mandou um beijo na boca. :)
      achei que você deve ser fã da fase mais "espalhatórica" (rs) do Cae.
      Pronto, já dei a contribuição. Aguardo o perfil de fato!
      Abraço.

      Eliminar
    2. VISÃO

      Carlos Coelho é índio, nasceu com umas grande favolas na boca. A partir daí, começou a saber desenterrar cenouras, até ser Coelho, fruto da nomeação fácil e observadora que têm as tribos que respeitam a Natureza a observando com coração e imaginação. Carlos Coelho, Coelho ficou e passou a comer as cenouras cada vez com mais garbo, fazendo o que muito bem lhe apetece. Sobra-lhe tempo com certeza, porque, entretanto, cresceu, ama Deborah, faz os corações dos leitores ficarem reféns da expectativa do que ele poderá vir a criar, caso se proponha a alargar seus comentários ao longo do tempo, levando-nos com ele, tornando as nossas vidas mais leves, o tempo muito mais preenchido e engraçado. Beijinhos.
      Isto é um perfil “à la minute”, na verdade, uma visão :)))
      http://www.youtube.com/watch?v=r940y3N1Yns
      Abraço
      Mimo

      Eliminar
    3. UMA VIBRAÇÃO

      De 0 a 4, em cinco tempos.
      VIBRAÇÃO (início)

      (1), (2), (3)... Depois de contar até três, a conta que Deus fez, fez-se um silêncio imponente. O proponente, depois de subir à varanda para falar ao Povo, mostrou um ovo.
      Brincou com ele, na ponta dos dedos. Tardava falar, acabou falando para o micro(fone):
      - Está? 1, 2, 3, experiência... O som pareceu rebentar, no máximo! Uma vibração...

      TRIVIAL (1)

      Já preparei uma homenagem ao Leitor Desconhecido, LD, ainda aguardando revelar-se.
      LD está em cólicas, em pulgas, uma vontade enorme de coçar-se, espera o primeiro texto publicado pelo Coelho revelado, com perfil!
      Afinal, todos aguardamos esse perfil, finalmente finamente cinzelado, esculpido e escarrado (tradução popular para esculpido em peça talhada no mármore de Carrara)! Uma manifestação das profundidades do ser, no seu acontecer mais/menos... trivial.

      REVERENTE (2)

      Próximo de conhecer o pensamento do autor, o leitor ganha silêncio reverencial, reverente.
      Reverente...
      A palavra parece respirar, viajando sozinha na linha.
      Respira através de reticências, com certeza como uma concertina fechada/ aberta?
      Estranhamente, entranhadamente estranho, o silêncio continua agora caído, como uma pernada de árvore arrancada pelo vento.
      As palavras continuam aqui, só que, agora, lidas. Um ruminante, espumando pela boca, ainda parece lê-las.

      ATÉ QUANDO? (3)

      “Muito mais importante que respirar é estar vivo”, ia pensando a máquina, enquanto se mantinha viva. O programa da máquina fora-se tornando Metafísico. Mesmo estando viva, dera por se perguntar “Por que continuo a respirar?” Ela sabia a resposta, fora programada! Tinha todos os dados de entrada do problema: quem, como e porquê. Começara a falhar um outro, último item: até quando?

      OUTRO (4)

      Num primeiro assomo, parecia-lhe ser, a voz da sua mãe a chamá-lo da janela: - Vem para a mesa! Ficou com vergonha, a filha o Presidente olhava para ele e perguntou mesmo: - Quem és tu?
      Com uma dignidade ofendida, voltou-lhe as costas, dirigiu-se para casa. Começou lento, logo desatou a correr. Quando a mãe chamava, não tarda_ria... ELE SABIA, o pai estava na mesa!
      A mãe chama, logo... está habituada a ser ouvida pelo menino, o menino ouve bem!
      ELE SABIA, meditava sobre os seus dezoito sentidos!
      A saber… Ler comentário anterior, com direitos de autora, de autor desconhecido? Se souber mais, prometo contar.
      Minha contribuição é feita no dia em começam as festas do Sr. Santo Cristo, penso que nunca se verificou qualquer espécie de desentendimento com Ele quanto ao dia pro_posto!...
      Mimo
      http://www.espiral-dos-sentidos.pt/
      Mimando o pessoal…
      F
      (clicaram no Mimo?)

      Eliminar
    4. cliquei no Mimo e me senti nas nuvens! tantas boas vibrações e energias...
      :) viajei e me sentei nas mãos que aparecem no site, já imaginei uma boa e relaxante massagem ao som daquela agua a cair.. uma delícia. todos os seres deveriam ter direito de, pelo menos uma hora por dia, receber uma boa terapia relaxante. o mundo seria outro!

      e ter Mimos... o mundo deveria ter direito a mimos como o mimo que o Mimo pois aqui...

      quanto ao perfil de Carlos, que show! espero que nosso amigo monte a colcha de retalhos que aqui se apresenta e dê ao LD e a mim/nós o prazer de mostrar o perfil de perfil! ;)

      espero ainda mais, espero poder ver post's em um blog que, certamente, seguirei.

      veja quanta expectativa!!!!

      Poeta, os comentários aqui postados hoje são cheios de sua qualidade literária. são muito bem escritos!

      um beijo.*.

      Eliminar
    5. Mimo, meu amor..
      que saudade!
      se tu deixas de vir eu deixo de existir..
      fico guardada em um livro de sonetos,
      uma foto de por de sol,
      um lenço que foi usado para acenar um adeus em alguma estação..

      caricioso...
      usei os teus links e te deixo um..
      choradinho, choradinho, quase miado ao teu ouvido.

      fico com a tua ligação para um mundo de relaxamento e conhecimento e te deixo a minha felicidade em te ver, assim me vejo de novo!

      amar é espelhar-se em outro.

      um beijo ao som da canção. <3<3<3<3

      Eliminar
    6. Mima,
      Beleza! Trazendo o Fado, descobre o meu fado: Música & Língua!
      Horas de ir dormir, bons sonhos evoco, tua presença convoco!
      Beijos***
      Mimo

      Eliminar
    7. Betina,
      Valeu! Vá lá, li e agora vou dormir!
      Beijos***

      Eliminar
  4. Francisco, permita-me mais uma vez responder ao Carlos:
    Nãi fiquei sem computador, é que vim a Salvador evocar todas entidades de proteção ao meu Amigo e Grande Escritor Francisco Coimbra.
    Podendo ainda surpreender=me com alguma coisa, minha reza só nao será suficiente.Tipo assim Francisco: tudo bem! tudo bem! mas dai a paixão é coisa pra descarrego coletivo.
    So por você mesmo meu Guia: sem dinheiro para pagar um bom jantar, pedi ao garçom uma omeleta de dois ovos, e o recheio?
    Beijos no coração! bbrian.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. bbrian,

      espero que não tenhas nenhuma notícia preocupante para o poeta... espero que esteja tudo bem! :)
      que as bênçãos do Orixás estejam garantidas para ele!

      um beijo, querida.

      Eliminar
    2. bbrian,
      Grandes notícias, não dá para contar + história(s)?
      A história da omoleta leva-me à certa, e o recheio?
      Ocê tem a arte de dar ao suspense tudo que se pense :))
      Beijos do coração!

      Eliminar
    3. Poeta, minha única preocupação foi se você entenderia. E entendeu, espero. Precisei muita coragem pra jogar o verde. Beijos no coração!bbrian.

      Eliminar
  5. Com certeza Betina! So desejo ao Francisco felicidade e muita paz!
    Desejo a todos! PAZZZZ! beijos no coração!bbrian.

    ResponderEliminar
  6. Sinceramente? Não sei como conseguem viver essa anarquia espiritual.Parece uma guerra onde ninguém diz coisa com coisa, onde um conto pode virar uma algazarra, um comentário interpretado a deus dará.Será que ninguém pretende a tranquilidade, o equilibrio, o respeito, a paz?
    Será que não podemos ter amigos, gostar da escrita do outro, sincronizar as almas?
    Beijos nos corações! e que todas as forças e energia do bem se faça presente aos angustiados.bbrian.

    ResponderEliminar
  7. Usem a capacidade cultural, a inteligência para escrever poesia!
    Pensem por um momento naqueles que não sabem escrever.
    Beijos nos corações.bbrian.

    ResponderEliminar
  8. Tomo o patrocínio do Patrocínio a meu cargo, dando-lhe o encargo de aqui vir comentar, sou pois um incentivadoR. Aquele narradoR que, ninguém narrando, fica amarrado ao silêncio por ténues fios de teia das ideias, onde se deixa ficaR... esquecido.
    No Patrocínio, o link para o conto dele.
    Beijos & Abraços

    ResponderEliminar
  9. Poeta Francisco, eu espero seu conto breve de hoje. Ler sua emoção é um vício que faz muito bem a alma, me faz refletir.Beijos no coração! bbrian.

    ResponderEliminar
  10. Sabem quando alguém tem certeza de que perdeu alguma importante.... Um fio de meada que explicaria tudo... O segredo mais guardado do Universo? Pois! Sou eu agora! Boiando numa omeleta em Salvador com a salvadora dum poeta que pescou um verde... No meio do tempero, me aparece uma Mima que se derrete de amor por um Mimo que retribui a convocando ao leito. Perfeito! Aqui é um capítulo mais surpreendente do que o outro. A única coisa que me preocupa é saber se Bbrian pediu por mim, sinceramente, pois sou de espiritualidade refeita no Brasil e acredito na força dos Orixás. De uma hora para outra fiquei egoísta, mesquinho, só penso em ter uma benção do Gantois. Bbrian, cada vez mais te admiro, se puder, peça mesmo por mim pois minha profissão é desgastante e cheia de sofrimento. Assim que estiver "montado" o meu perfil, vou desabafar umas histórias com vocês, coisas de arrepiar os cabelos!
    Vim dar uma volta nocturna aqui e vejo que há um algo que não sei o que seja, mas faço votos de que seja algo a ser resolvido e bem vibrado.
    Beijinho para as Senhoras e abraço para o Francisco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro, claro. Assinado esse vosso criado: Carlos Coelho.

      Eliminar
  11. Carlos, não duvide do meu pedido. Minhas orações faço-as com toda minha energia a todos. Começo no meu lar, no meu bairro, na minha cidade, no meu estado, no meu país, e vou imaginando o mundo.
    Ouvindo uma palestra aprendi que "oração" não se faz individual e sim no sentido coletivo.
    Nada entendo de candomblé,mas respeito toda forma de manifestação religiosa. Eu tenho a minha. Salvador foi uma brincadeira.
    Carlos, por favor nos poupe de histórias de arrepiar o cabelo, vamos ser felizes? Que vibremos energias boas e bem resolvidas!
    Beijos no coração!bbrian.

    ResponderEliminar
  12. como cheese

    como dizer o humano numa palavra tão banal :)

    muitos abraços
    jorge

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jorge,
      Os últimos são os primeiros...
      Grande abraço!

      Eliminar
  13. Meu nome dar nome ao conto, é o ponto sem nó...
    Tem de ser seguido, no link deixado no nome!
    Abraços

    ResponderEliminar
  14. O sentido figurado não está nas palavras, onde está?
    Sublinho o sublinhado lido, olhando-o...
    Seguro o sentido com a vista ;)
    Deixo link no meu nome, meu dia ficou, 23 de Abril.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Renato,

      acho que o sentido figurado está em você poder ser "Renato"!

      :)

      Eliminar
  15. Pondo-me no lugar do bichinho, conto? Quem procura uma saída, pode nem estar preso. A fuga é um conceito elaborado, bom para a música, onde seja aplicado. A saída, um encontro, esse é o conto.
    Também eu... deixo-o no link do nome.

    ResponderEliminar
  16. Que coisa... às vezes eu penso que o amigo são vários personagens... e haja imaginação!!!! Com queijo inclusive...

    Bom fim de semana.
    Beijo carinhoso.

    ResponderEliminar
  17. A mim, deu-ma na telha para "ser" fotógrafo de restos!... De resto, é o que resta por estas nossas ruas, onde já nem uma réstia de restos restaram para matar a fome àqueles todo e enorme rosto de pobreza e vergonha dos restantes que são quase todos... menos os mesmos de sempre que são cada vez mais donos de tudo que restou dos que agora já nada têm!... Não são imagens que fiquem bem numa fotografia, mas... é o que resta, já que os rostos se vão fechando e escondendo e, esses, têm todo o ar da pior imagem concebida para amolecer o resto dos corações que pagam os donativos solidários... até nada restar deles, dos corações e dos restos dos rostos!...


    Abraço

    ResponderEliminar
  18. ... quanto ao "cheese"... fica muito bem na fotografia, todo sorridente e coisa e tal, mas cada vez mais se vêm fotos de expressões mais brutas explodindo na expressão forte que deixa escapar, quase involuntariamente, uma sílaba seca de "PÃO", apanhada e solta no click dos lábios!...

    Abraço

    ResponderEliminar
  19. Francisco,
    muito bom dia.
    Fiz aparecer o coelho da cartola!
    Bbrian, aqui estou e você, onde está?
    Presumo que agora possa ser considerado um eXanonimo, um novo X-Man da turma do Diário de LetrasII. Tenho até o blog, mas calma, resistam! Deixem eu aperfeiçoar a coisa e ai faço a inauguração com direito a belas fotos e textos vossos que por ventura eu tenha admirado.
    Passei um agradável dia das mães com a minha coelhinha, Dê, para os íntimos. Beijamos as crianças, já adolescentes e partimos para a serra. No dia das mães dou a Déborah mais motivos para ela me amar, tratando-a como mulher desejável e bela. Sou um romântico incurável e voltei feliz da vida! Espero que vocês compreendam o meu entusiasmo adolescente e meu impulso de voltar decidido a ser um de vocês, blogger.
    Francisco, vou usar no meu profile a tua descrição das favolas! Encaixa e o vídeo da Jessica idem. Obrigado Escirtor, és porrtea!
    Abraços.

    ResponderEliminar
  20. Coelho de Déborah, já que me citou, respondo:
    Estou aqui esperando os contos do Poeta Francisco, adoro!
    Estou por ai tentando escrever coisas!
    Fico feliz pelo seu espaço,não sendo complicado para meu tico e teco com certeza participarei.Que nos traga muitos coelhos e coelhinhas.
    Já sendo muito pro meu tico e teco, o que é favolas? Não consegui no pai dos burros,rsrsrs!
    Beijos no coração!bbrian.

    ResponderEliminar

Os comentários que receber serão pessoais, para receber resposta pessoal. Só divulgarei se contiverem esse pedido, justificando o seu motivo. O meu motivo é este, transformar a comunicação numa intenção íntima e (bem) pessoal.